Manifesto Contra o Uso de Enforcadores

Logo Enforcador Xan.jpg
Arte: Xan Monteiro

O grupo Comportamentalistas Pelo Bem-estar Animal vem, por meio deste manifesto, repudiar o uso de enforcadores em cães de companhia.

Acreditamos em uma metodologia de treinamento / tratamento de cães pautada na ciência e, sobretudo, na promoção do bem-estar animal. O uso de enforcadores fere frontalmente este preceito, causando danos físicos como: aumento da pressão intraocular, esmagamento e lesão da traqueia, lesão em coluna cervical com possibilidade de paralisia das patas, redução do fluxo de oxigênio para o cérebro e sérios danos emocionais nos cães. O uso de enforcador pode promover o aumento do estresse, do medo, do comportamento agressivo, da ansiedade e de comportamentos estereotipados. Além disso, tende a reduzir o vínculo entre cães e seus tutores. O uso de enforcadores é uma afronta ao bem-estar e aos avanços das ciências cujo foco de estudo é o comportamento animal.

 

Estendemos esse manifesto a enforcadores de metal, de pino e de fita, estes últimos também chamados de guia de adestramento, guia unificada ou guia de treinamento.

É o nosso papel nos manifestarmos contra o uso dessa ferramenta acientífica e ultrapassada. O fazemos por amor aos cães e à ciência e pela esperança em um futuro onde as interações entre cães e humanos sejam pautadas no afeto e na comunicação, não no uso desproporcional da força ou da tortura.

 

Brasil, 01 de Setembro de 2020

Assina:

Comportamentalistas Pelo Bem-estar Animal  

Referências:

 

BLACKWELL, Emily J.; TWELLS, Caroline; SEAWRIGHT, Anne; CASEY, Rachel A. “The relationship between training methods and the occurrence of behavior problems, as reported by owners, in a population of domestic dogs“. Journal of Veterinary Behavior 3 p. 200-217, 2008.

CASTRO, Ana Catarina Vieira; FUCHS, Danielle; PASTUR, Stefania; SOUSA, Liliana de; OLSSON, Anna S. “Does training method matter? Evidence for the negative impact of aversive-based methods on 3 companion dog welfare”. Universidade do Porto, Porto, Portugal, 2019.

GROHMANN, Kristina; DICKOMEIT, Mark J.;SCHMIDT, Martin J. Schmidt; KRAMER, Martin. “Severe brain damage after punitive training technique with a choke chain collar in a German shepherd dog”. Journal of Veterinary Behavior 8 p. 180-184, 2013.

HERRON, Meghan E.; SHOFERL, Frances S.; REISNER, Ilana R. “Survey of the use and outcome of confrontational and non-confrontational training methods in client-owned dogs showing undesired behaviors”. Applied Animal Behaviour Science 117, p. 47-54, 2009.

HIBY, Elly; ROONEY, Nicola; BRADSHAW, John. “Dog training methods: Their use, effectiveness and interaction with behaviour and welfare,” Animal Welfare 13 (2004) 

PAULI Amy M.; BENTLEY Ellison; DIEHL Kathryn A.; MILLER Paul E. "Effects of the Application of Neck Pressure by a Collar or Harness on Intraocular Pressure in Dogs". Journal of the American Animal Hospital Association, 42, p. 207-2011, 2006

ROONEY, Nicola Jane; COWAN, Sarah. “Training methods and owner–dog interactions: Links with dog behaviour and learning ability”. Applied Animal Behaviour Science 132 p. 169-177, 2011.

SIDMAN, Murray. “Coerção e suas implicações”, Ed: Livro Pleno, São Paulo, 2011. (Trabalho original publicado em 1989).